A cantora de dançarina angolana PONGO é responsável por um dos momentos mais marcantes da música portuguesa dos últimos quinze anos: “Kalemba Wegue Wegue” é um sucesso criado e interpretado por PONGO em conjunto com a banda portuguesa Buraka Som Sistema. Descreve-se a si própria como “uma menina dum Kuduro mestiço e progressivo. Voz poderosa mas igualmente frágil e sensível” Foi buscar o nome de guerra a uma conhecida cantora do Congo, M’Pongo Love. Em comum têm a mesma energia para ultrapassar as obstáculos que encontram pelo caminho e ainda o condão de passar esse exemplo de alegria para o público.

É uma apaixonada por kuduro desde muito nova, mas foi no ano de 2008 que começou a dar nas vistas, trabalhando com os Denon Squa. A dada altura cruzou-se com a banda Buraka Som Sistema, com quem trabalhou até começar a sua carreira a solo. Nos temas de PONGO não faltam referências angolanas misturadas com termos crioulos de Lisboa e arredores, como “está a kuiar” – isto quer dizer que é fixe,  faz vibrar, “está a bater”. Aprendam a expressão, porque vai ser útil em Julho, em mais uma edição do Sumol Summer Fest…